7 erros cometidos por empreendedores antes de abrir uma empresa

Ao decidir abrir uma empresa, muitos empreendedores cometem alguns tipos de erros que podem ser fatais para o crescimento e a longevidade de seu empreendimento. Os erros mais comuns ocorrem quando um empreendedor acredita que apenas ter uma grande ideia de negócio e colocá-la em prática já é o suficiente para lançar um empreendimento de sucesso.

Grandes ideias  são essenciais para se fazer grandes negócios, porém, as empresas que iniciam suas atividades e que mais perduram em seu segmento de atuação, são lideradas por empresários que querem começar do modo certo, de modo a evitar erros ou aprender rapidamente para não repetir erros do passado ou de outros empreendedores que eram grandes promessas, mas que sucumbiram diante da miopia corporativa.

Neste artigo falamos sobre os 7 erros cometidos por empreendedores antes de abrir uma empresa. Fique atento para não cometer os mesmos erros. Boa leitura!

# 1 Indefinição das metas

As metas SMART de longo alcance (Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Realistas e Temporais – relacionadas ao tempo) ajudam a guiá-lo durante os primeiros e mais caóticos dias da abertura de uma empresa, e são muito valiosas para direcionar seus esforços de planejamento de longo prazo. As empresas mais bem sucedidas são o resultado de um plano de negócios bem elaborado, com metas comerciais, metas financeiras, metas de marketing, dentre outras, muito bem definidas, de modo a perseguir o alcance dos objetivos traçados para o sucesso do empreendimento.

# 2 Não saber quem é seu “cliente ideal”

Do que adianta ter um novo produto ou serviço se você não sabe para quem vender? Antes de abrir uma empresa, você precisa realizar pesquisas de mercado e assim ter, total certeza, de que existe demanda para seus produtos e serviços, para quem você deseja vender, onde você pode encontrá-los e o tipo de abordagem de marketing mais adequado à necessidade de seu público alvo.

# 3 Negligenciar o Marketing é um pecado mortal

Digamos que você identificou seu público-alvo. Qual é a maneira mais eficaz para eles conhecerem o que sua empresa faz? A resposta está no tipo de estratégia de marketing que você irá traçar e implementar para divulgar o seu negócio. Pode ser através da publicidade tradicional, campanhas de mala direta, marketing digital, site da empresa, postagens em seu blog de conteúdo relevante para este público, otimização do site para os motores de busca na web (como o Google), investir em mídias sociais ou contar com boas referências à moda antiga. De algum modo você precisa mostrar ao mercado que existe uma nova opção para os consumidores ou nada irá acontecer. Não cometa o erro fatal de acreditar que os clientes virão até você. Quem não é visto, não é lembrado!

# 4 Insistir em fazer tudo sozinho

Ao abrir uma empresa, a maioria dos empresários dá um verdadeiro “show de empreendedorismo”, isto é, cuida de cada detalhe do negócio, seja este grande ou pequeno. Porém, os processos operacionais começam a aumentar e fica impossível para qualquer empreendedor, mesmo que este seja um “showman”, cuidar de tudo sozinho.

Uma empresa precisa contar com habilidades diversificadas nas mais variadas áreas para ser um sucesso. Logo, apenas um indivíduo não dará conta de tudo. Entre os erros mais comuns cometidos por empreendedores ao abrir uma empresa está a persistência na crença de que podem fazer tudo sozinho. Essa atitude não deixa tempo para elaborar estratégias, pesquisar a concorrência, adaptar-se às constantes mudanças de seu mercado – ou mesmo ter ótimas noites de sono. A solução? Contrate uma equipe capacitada para te ajudar!

# 5 Contratações sem critério

Contratar as pessoas certas para “se juntar” ao seu empreendimento é fundamental. Mas não espere que estes profissionais “caiam do céu em seu colo”. Portanto, não se apresse para contratar a primeira pessoa que “aparentar” qualificações para um determinado cargo. Reconhecer a necessidade de ter profissionais talentosos ao seu lado é o primeiro passo crítico para formar uma equipe capacitada. Em seguida, certifique-se de contratar certo – e depois delegue sabiamente.

Saber delegar de modo eficiente é a melhor maneira de qualquer empreendedor – dono de um novo negócio – ter tempo para se dedicar às atividades empresariais que exijam realmente a sua especialização. Construir uma equipe posicionada e bem preparada é fundamental para o sucesso empresarial em longo prazo.

# 6 Não estimar o tempo e os custos envolvidos

Alguns empresários tornam-se excessivamente otimista sobre o quão bem eles podem gerenciar sozinhos tanto o seu tempo, quanto suas finanças. Qualquer empresário mais experiente pode confirmar que as coisas não funcionam dessa forma. Abrir uma empresa sempre leva mais tempo do que o esperado e os custos inesperados  podem surgir a qualquer momento.

Faça um planejamento seguro, com estratégias de contingência, tanto para o fator tempo, quanto para o fator finanças. Por isso é essencial contar com o apoio de uma assessoria contábil experiente para lhe ajudar no planejamento e cuidar de toda a burocracia inevitável ao abrir uma empresa.

# 7 Esquecem-se de se divertir

Abrir uma empresa é um compromisso enorme e você deve levar isso muito a sério. Mas você será um empresário melhor (e uma pessoa melhor) se evitar perder aquele brilho no olhar e aquela garra que o levou a querer empreender em primeiro lugar.

Qual era o seu propósito? O que você tinha em mente? Você ama realmente o que você faz? Quem ama o que faz, apesar de toda seriedade que o mundo corporativo exige, se diverte dando o seu melhor.

Se você não gostar do processo, então, o que você deve fazer? Continuar se sacrificando apenas em nome do sucesso? E ai, você parou de se divertir?

Leve seus negócios a sério, porém, não se leve tão a sério assim. De vez em quando “fazer algo bobo”,  pode fazer você se sentir como uma criança novamente. E ninguém pode tirar a crença e a esperança de uma criança em um futuro melhor. E o principal, crianças constroem o futuro se divertindo!

Continue se divertindo ao empreender e seja um sucesso em tudo que você fizer e não apenas nos negócios!

Pense nisso e até a próxima!

Você conhece todas as regras para transformar seu comércio em um e-commerce de sucesso?

Existem vários aspectos a serem levados em consideração quando se decide abrir um comércio, isto é, você deve saber o tipo de produto que vai vender e onde será o local da sua loja, como será a decoração deste ponto de venda, o atendimento aos clientes e muito mais.

Um dos fatores mais importantes que você deve levar em consideração é:  Quem é o seu cliente e por que ela irá comprar de você?”

Talvez sua resposta seja: Eu quero clientes de todos os tipos e de todos os lugares, velhos, jovens, homens, mulheres, gays – todos eles. Isso soou familiar? Cada comerciante ao iniciar um negócio acha que pode simplesmente abraçar uma cidade inteira, região ou estado e ser muito bem sucedido. Será que é assim mesmo?

Antes de mais nada, temos uma notícia a lhe dar: Seus braços não são tão grandes para você poder abraçar o mundo, e “abraçar o mundo com as pernas” pode ser uma estratégia “Kamikaze” para qualquer tipo de comércio”.

Para que você tenha sucesso nos negócios, é preciso estreitar o seu foco. Então responda rapidamente: quem é o cliente que compra de você e para quem você quer vender? Ao definir isso, você terá dado um grande passo para definir sua estratégia de negócios.

Segundo, você deseja ampliar os negócios? Se a resposta for positiva, como você pretende fazer isso? Você pretende comprar ou alugar novos pontos de vendas físicos ou pretende expandir sua geo-localização atuando na web?

Se a sua pretensão for atrair um número maior de clientes, independente da sua localização física, projetar um e-commerce pode ser a decisão mais assertiva. Mas, você sabe como transformar o seu comércio em um e-commerce de sucesso?

Para quem deseja abrir um e-commerce é preciso legalizar a empresa virtual, pois se trata de uma organização que é constituída da mesma maneira que uma loja física.

Mesmo que a sua operação de vendas seja totalmente virtual, também será necessário ter um plano físico para definir, por exemplo, estoque e logística para trabalhar atender bem aos seus clientes. Por esse motivo, ter um contador ao lado é sempre essencial!

Com as facilitações tecnológicas trazendo cada dia mais variedades e flexibilidades para as transações de compra e venda, o empreendedorismo ganha força e o e-commerce gera grande potencial para as empresas.

Isso porque comprar se tornou prático, rápido e muitas vezes, mais econômico.

Muitos consumidores viram nessa modalidade de vendas a oportunidade de adquirir seus produtos através de pesquisas por oportunidades com melhor custo benefício e sem sair de casa.

Com isso, empreender no mundo virtual se tornou uma oportunidade de sucesso para você que deseja expandir os negócios.

Neste artigo elencamos algumas regras para que você possa avaliar e estruturar a sua decisão de expandir seus negócios para a web. Boa leitura!

Regra 01 – Seja Profissional

Montar um negócio virtual, embora parecer para muitas empresas uma necessidade secundária, deve ser encarado de modo profissional para se alcançar o sucesso.

É muito comum encontrar nesse meio, várias oportunidades de aquisição de uma estrutura de lojas virtuais gratuitas, no entanto sem adequação profissional. Este tipo de “sites gratuitos” é indicado apenas para amadores e não para empresas que desejam crescer e se estruturar no meio.

Você precisa pensar no tráfego que seu site terá, precisa pensar na estrutura de conteúdo, disposição das páginas, experiência do usuário, engenharia para os motores de busca da web (SEO para o Google), dentre outros fatores. Você acha mesmo que dá para fazer tudo isso com um “site gratuito” e sem o auxílio de profissionais especializados no assunto?

Com isso, busque sempre trazer o profissionalismo para o seu negócio. Investir nesse meio é vantajoso e muito lucrativo, e é fundamental para o sucesso do negócio. Portanto, da mesma forma que investiu na arquitetura do seu negócio físico, invista na sua infraestrutura virtual.

Regra 02 – Faça um Planejamento do seu e-commerce

Assim como em tudo que se deseja obter o sucesso, Planejar é a chave do empreendedorismo. Empreender na web com um e-commerce não é diferente.

Planejar sua empresa virtual, como será elaborada estruturalmente, quem será responsável pela atualização e controle da mesma, enfim, o planejamento é a alma do negócio.

Regra 03 – Estude o seu público virtual

Um plano de negócios bem estruturado tem como base o público alvo a que se deseja alcançar. Saber quem é o seu público alvo é fundamental para se definir metas, propósito e assim obter sucesso no mundo dos negócios.

Saber quais as suas necessidades, o que os atrai, quais os horários de maior procura dos seus produtos, entre muitas outras questões são importantes para saber como agir em seu segmento.

Regra 04 – Esteja sempre atento aos concorrentes

Com a facilidade na busca por produtos, é importante sempre estar atento à concorrência.

Isso porque se não o fizer, facilmente será “passado para trás” nesse meio virtual. Estar atento aos preços, promoções, meios de pagamentos e novidades é de grande valia profissional.

Regra 05 – Pesquise as opções e formas de pagamentos para o seu e-commerce

Mais do que trazer produtos bons e à preços acessíveis, é importante também definir meios de pagamentos para oferecer a seus clientes virtuais.

Isso porque este tipo de condições facilitadas atrai cada dia mais clientes aos sites.

Regra 06 – Defina suas estratégias de Marketing

O Marketing é sempre imprescindível em todos os negócios. Isso porque ele é responsável pela divulgação da imagem da empresa e captação de cada vez mais clientes. Além do site, invista em mídias sociais como Facebook, Instagram e Youtube, dentre outros que possam estreitar o seu relacionamento com seu público.

Logo investir nesse tipo de técnica empresarial é importante em todos os segmentos, principalmente no segmento virtual pela variedade de ofertas nesse ambiente.

Regra 07 – Nunca descuide do atendimento virtual

O cliente virtual é aquele que espera ter as suas dúvidas sanadas em um curto espaço de tempo. Isso porque é muito fácil para o mesmo buscar outras empresas que possam fazer o mesmo.

Estar sempre atento ao atendimento virtual ao cliente é a chave para alavancar qualquer relacionamento comercial pela web.

Regra 08 – Estruturar suas condições logísticas

Não adianta vender a preços competitivos e com facilidades de pagamentos se não conseguir atender as entregas devido às demandas.

Estruturar também as condições logísticas é importante para manter a confiabilidade do cliente e ganhar cada vez mais clientes.

Regra 09 – Mantenha-se sempre atualizado

Por fim, para se manter cada vez mais estruturado nesse ambiente virtual,  estar sempre atualizado é imprescindível.

Utilizar de tecnologias adequadas para controle e monitoramento de novas tendências e atualizações de seu mercado é muito importante neste segmento.

Regra 10 – Não descuide da contabilidade

Contabilizar as vendas físicas já não é tão simples, imagine então quando se trata de vendas virtuais? As coisas podem se tornar complicadas.

Com isso, é importante sempre manter a organização dos dados e contar sempre com o auxílio de um contador, pois o mesmo é quem cuidará do envio das informações ao fisco, da geração das guias de impostos e irá gerar dados contábeis precisos para suas melhores tomadas de decisão rumo ao sucesso do seu e-commerce.

Agora que você já sabe o que fazer para o seu comércio se tornar um e-commerce de sucesso, chegou a hora de levantar as mangas e planejar um futuro promissor como empreendedor.

Boa sorte e até a próxima!