O que a contabilidade pode fazer pela sua empresa?

Muitos empresários e empreendedores, seja em ascensão ou com a carreira já consolidada, já se perguntaram, pelo menos uma vez na vida, sobre o que a contabilidade pode fazer pela sua empresa. Esse tipo de pensamento não é incomum, e nem mesmo errado.

Hoje, discutirei com você sobre esse assunto, que é de suma importância não só para o mundo contábil, mas também para a gestão de qualquer negócio, visto que a contabilidade sempre se mostra como um dos pontos principais para o desenvolvimento de uma atividade, seja ela comercial ou sem fins lucrativos.

O contador é o melhor amigo do homem (de negócios)

Não pude evitar de fazer este jogo de palavras com a frase clássica. O contador é o grande aliado para os empresários e empresárias do Brasil, pois é ele quem auxilia na gestão da empresa desde o começo, em diversos aspectos diferentes.

E esse relacionamento possui frutos tão bons para as empresas, principalmente porque:

  • A complexidade tributária no país é alta;
  • A Receita Federal está cada vez mais incisiva em relação às obrigatoriedades fiscais e tributárias;
  • Um negócio precisa, obrigatoriamente, ter uma contabilidade profissional.

Entre outros motivos, que fazem do contador uma figura central para qualquer empresa. Mesmo assim, esse profissional ainda é um pouco desvalorizado, sendo considerado, na maior parte das vezes, como uma obrigação, um mal necessário, e não um investimento que pode levar uma empresa ao sucesso.

E a culpa não é apenas do empresário que não dá valor ao contador, mas também dos próprios contadores que, já tão imersos em suas rotinas diárias, não são capazes de enxergar o horizonte e todas as mudanças tecnológicas advindas da transformação digital desse mercado, que possui cada vez mais demanda, e que requer muita atenção e tecnologia por parte dos escritórios de contabilidade.

A importância da contabilidade no que diz respeito às obrigações

A contabilidade é importante para uma empresa, a princípio, para que esta esteja dentro dos conformes requeridos pela Lei. Essa é a preocupação inicial de um empreendedor, e também dos empresários, já que as constantes adições nas regras e nos tributos (que são cerca de 90, ao todo), são praticamente impossíveis de acompanhar.

Dessa forma, somente o profissional contábil é capaz de realizar certos serviços, e isso, por si só, já demonstra o que a contabilidade pode fazer pela sua empresa.

Mas, isso não é tudo! O contador também auxilia na obtenção de documentos e alvarás, acelerando, e muito, o processo de abertura de uma empresa. É uma verdadeira “mão na roda” para o empreendedor.

Saber o quanto pagar de imposto, que impostos pagar, declará-los da forma correta diante do fisco, garantir que todos os funcionários recebam seus direitos, tudo isso é parte do trabalho do contador, que conduz revisões tributárias, analisa questões trabalhistas e de pessoal, e ainda se preocupa com a sua gestão.

O que a contabilidade pode fazer pela sua empresa, afinal?

Além de todos os benefícios já citados, ainda podemos falar sobre alguns pontos importantes, os quais são cobertos pela contabilidade.

Uma boa contabilidade vai além de cuidar das suas obrigações, e se torna uma ferramenta de peso para que os seus resultados se tornem ainda mais grandiosos. Isso porque todas as análises e diagnósticos conduzidos pelo profissional contábil servem como base para demonstrações precisas, que fornecem dados suficientes para que o empreendedor tenha um processo de tomada de decisões muito mais assertivo.

Resumindo: quando o contador quer, quando ele é bom mesmo, ele se torna um alicerce da empresa, auxiliando na gestão do dono do negócio, e assumindo responsabilidades maiores para si (no que diz respeito ao seu campo de atuação).

O contador também se mantém ao lado do empresário, o orientando a respeito das possibilidades e melhores caminhos para seguir, principalmente no que se refere a uma redução de custos ou no que é pago em impostos. Afinal, a revisão tributária visa uma adequação nos valores pagos pela empresa. Existem ocasiões onde a empresa está pagando impostos a menos, mas também onde a empresa paga impostos excessivos.

O que a contabilidade pode fazer pela sua empresa é, em suma:

  • Garantir que ela esteja dentro dos conformes requeridos pela Lei;
  • Assegurar que todas as contribuições com impostos estejam corretas;
  • Reduzir custos desnecessários de forma eficaz, sem prejudicar áreas do negócio;
  • Cuidar das questões trabalhistas, dos benefícios, direitos e deveres dos funcionários;
  • Acompanhar de perto os números e resultados, além de preparar demonstrações precisas;
  • Aconselhar no processo de tomada de decisões, sempre com base em dados;
  • Analisar o histórico tributário do negócio, verificando a possibilidade de possíveis recuperações de créditos tributários;
  • Colaborar com insights sobre a área financeira.

E isso só para começar! Para ter uma noção mais ampla de o que a contabilidade pode fazer pela sua empresa, é preciso estar imerso nessa experiência, e viver a realidade de ter um grande aliado ao seu lado!

Se esse é o seu desejo, ou se você ainda tem alguma dúvida, pode entrar em contato conosco a qualquer momento! Nós te ajudaremos a entender a importância da contabilidade na sua empresa e vida.

Sucesso e até a próxima.

O SEGREDO INFALÍVEL QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA VENDER MAIS PRODUTOS E SERVIÇOS!

O que todo empresário deseja, sem dúvidas, é saber como vender mais produtos e serviços dentro do seu negócio, captando mais clientes e alcançando o sucesso para a sua empresa.

Você gostaria de vender mais? Não está satisfeito com os resultados do seu negócio? Acha que eles podem alcançar níveis muito maiores?

Contudo, o que muitos não sabem, é que existe um complexo processo para que os consumidores de determinado produto ou serviço chegarem à decisão de comprar o que você oferece.

É claro que o processo de decisão de compra é algo extremamente complexo, e que varia de acordo com cada perfil de consumo. Entretanto, podemos definir alguns padrões mais básicos, que ajudarão qualquer empreendedor a entender melhor as mentes dos seus clientes e a como vender mais produtos e serviços.

Então, vamos lá?

Hoje vamos entender:

  • Como o consumidor pensa e se comporta;
  • Os planos de ação para conquistá-lo;
  • Como a contabilidade te ajuda a vender mais produtos e serviços;

O QUE O CONSUMIDOR PENSA?

Para o mundo do marketing e das vendas, essa pergunta equivale àquela clássica “qual é o segredo da vida?”

É o tipo de pergunta que provavelmente nunca será respondida, mas que os profissionais que estudam o mercado e os consumidores continuam fazendo. Com o passar das décadas, entretanto, ficou mais fácil desenvolver estratégias muito mais precisas para conquistar o consumidor e convertê-lo em um cliente regular.

Será que a sua equipe de vendas sabe do que estamos falando aqui?

E, embora não seja possível que saibamos o que o cliente pensa o tempo todo, conseguimos determinar possibilidades para o que ele quer ou precisa em momentos específicos, principalmente antes, durante e depois de uma compra.

Então, será preciso avaliar:

  • O que o consumidor precisa;
  • O que ele deseja;
  • As suas expectativas;

E isso é só o começo! Mas, vamos por partes.

CONTORNANDO OS PROBLEMAS E ENTREGANDO SOLUÇÕES – OS PLANOS DE AÇÃO

Ao obter dados precisos sobre o que os seus consumidores pensam do seu negócio, sobre o que eles têm como expectativa do que você oferece, será mais fácil desenvolver estratégias e planos de ação para você vender mais produtos e serviços sem dificuldades.

A ideia é que, com o tempo, você seja capaz de entregar exatamente aquilo que o seu público-alvo procura. Dessa forma, será gerada identificação dos consumidores com o que você oferece e, portanto, sua taxa de vendas deverá aumentar consideravelmente.

Faça pesquisas, converse com os seus clientes atuais, entenda o que eles querem e precisam, garanta que estejam sempre satisfeitos e trabalhe constantemente na melhoria do que você oferece, para assim manter sua base de clientes fiel à sua marca e poder partir para a ampliação da sua carteira.

E esse é um ponto importantíssimo, mas que muitas empresas não costumam seguir de forma realmente eficaz.

Qual o índice de satisfação dos seus clientes? O que você está fazendo para aumentá-lo e satisfazer os que não estão satisfeitos? Quais as suas metas de satisfação?

Se você não sabe a resposta para pelo menos uma dessas perguntas, é hora de rever a forma como você conduz os seus negócios, isto é, se você realmente quiser vender mais serviços e produtos da sua empresa.

Atualmente, o consumidor tem acesso a múltiplos canais de informação, o que permite que ele obtenha diferentes fontes para entender o quão benéfica será a solução oferecida pelo seu negócio. Além disso, ele irá comparar as suas próprias expectativas com as opiniões de outras pessoas que já fizeram uso do que você oferece. O cruzamento dessas informações terá um impacto direto na sua decisão de comprar ou não.

E aí, eu te pergunto: você entende, agora, a real importância de manter os seus clientes satisfeitos?

E eu não estou falando do lado ético da coisa, nem mesmo dos princípios da visão, missão e dos valores do seu negócio. Mesmo que você não se lembre o que exatamente significam esses três elementos que compõem a fundação do seu negócio (não são poucos os gestores que cometem esse erro), é imprescindível que entenda a importância de manter seu cliente atual feliz.

O motivo é simples: se você quiser expandir a sua carteira de clientes e vender mais produtos e serviços, a maior publicidade que você irá encontrar será conduzida pelos seus clientes atuais – e os seus ex-clientes, que poderão contribuir com opiniões positivas ou negativas.

Logo, prezar por reações positivas é fundamental, e isso só se faz possível com muito trabalho bem feito.

Escute e entenda o que o seu público tem a te dizer! Ouça os seus colaboradores e crie estratégias para que as melhorias se tornem possíveis!

COMO A CONTABILIDADE TE AJUDA A VENDER MAIS PRODUTOS E SERVIÇOS

Primeiramente, você precisa saber que nada disso se faz possível sem o auxílio da contabilidade. E, mesmo que pareça que você pode colocar essas estratégias em prática sem o apoio do contador, posso lhe dizer que seus efeitos não serão duradouros e que essa atitude coloca as contas da sua empresa em um risco bem sério.

Você sabe bem que, antes de investir em uma ideia, por mais que ela seja boa, será preciso avaliar as condições financeiras para tal, além da proposta de benefícios que lhe foi oferecida – algo bem semelhante ao que acontece com o seu público-alvo quando ele pensa em obter os seus produtos ou serviços!

Então, o contador contribuirá com uma análise financeira do seu negócio e lhe dará as melhores possibilidades para investir os seus recursos financeiros da forma correta, sem que isso coloque o seu negócio em risco ou que prejudique qualquer um dos seus colaboradores, financeiramente falando.

Será que o seu contador sabe como fazer tudo isso e garantir sucesso para a sua empresa? É algo que você deve se perguntar constantemente.

O contador é frequentemente visto como “apenas” um profissional que cuida dos números do negócio. Contudo, a sua especialidade vai muito além disso, já que a contabilidade se faz especialmente útil para colaborar com a gestão do negócio, onde o profissional contábil se mostra como um verdadeiro aliado do empresário e funciona como um alicerce para que a empresa se mantenha de pé.

Para ter mais dinheiro para investir em estratégias infalíveis que conquistarão o seu cliente, é preciso economizar – seja com impostos, fornecedores ou outros gastos que advém do desperdício de materiais e recursos.

Portanto, chega de sofrer com uma carga tributária alta, com um controle de fluxo de caixa mal feito ou com falhas no controle de estoque. Entre em contato agora e mude a realidade da sua empresa para melhor. A chave para vender mais produtos e serviços está em suas mãos! Basta querer abrir as portas.

Vamos conversar e discutir maneiras para impulsionar a sua empresa!

Em caso de dúvidas, fale conosco e deixe seu comentário. Será um prazer ajudá-lo!

Contratação de Funcionários: CLT ou PJ? Entenda as principais diferenças

Muitos futuros empreendedores atualmente tem o sonho de transformar seu negócio em algo rentável e obviamente desejam ter um sucesso profissional.

No entanto, na hora de fazer girar o seu empreendimento, as questões que envolvem o Fisco como tributação, Contratação de funcionários, Receita Federal, alíquota, enfim, geram dúvidas acerca dos riscos que envolvem o seu negócio.

Na hora de contratar os profissionais que irão fazer alavancar os seus negócios é preciso ponderar o seguinte:

  • Qual tipo de profissional se torna mais vantajoso para a sua empresa: O profissional CLT ou o profissional PJ?

Se essa é a sua dúvida, então fique atento que as principais diferenças em CLT e PJ você descobre logo a seguir.

Mas afinal, o que é um profissional CLT?

O profissional CLT é aquele que tem sua carteira de trabalho profissional registrada, o que garante seus direitos perante a CLT.

Contratar um profissional neste tipo de regime, atualmente é o mais comum. Isso porque um profissional registrado com carteira, garante maior segurança e estabilidade aos empregadores.

A CLTse trata na verdade da Consolidação das Leis Trabalhistas e é o que rege o setor empresarial nas relações entre empregador x empregado.

Desde 1943, a CLT prevê direitos e deveres entre ambas as partes no relacionamento profissional, com isso é importante o novo empreendedor ter o mínimo de conhecimento dessas Leis para não correr riscos que possam vir a prejudicar os seus negócios.

Quais os direitos de um profissional CLT?

Com intuito principal de cuidar dos direitos do empregado, a CLT traz inúmeras obrigações para que o empregador possa dar alguma segurança aos seus empregados, dentre eles destacamos alguns:

  • Férias;
  • INSS;
  • Salário Mínimo;
  • FGTS;
  • 13º salário;
  • Multa rescisória;
  • Aviso Prévio;
  • Indenização;
  • Estabilidade, entre muitos outros.

São inúmeras as obrigações das empresas para com seus funcionários, sendo assim é imprescindível o empreendedor tomar conhecimento sobre os encargos de cada uma das questões legais – para minimizar os impactos no negócio empreendedor.

Quais os benefícios de se contratar um profissional PJ?

A contratação de profissionais como PJ tem crescido e muito nas últimas décadas.

Isso porque muitas empresas veem mais vantagens nesse tipo de contratação, exatamente pela falta de obrigatoriedades que o regime CLT impõe.

Reduzir os custos com esse tipo de contratação é o principal objetivo das empresas de pequeno e médio porte, afinal, neste tipo de regime o empregador não possui a obrigação de arcar com FGTS, INSS e uma série de outros encargos onerosos.

Como é feita a contratação nesse tipo de relação PJ?

Para este tipo de relação, o contrato específico de trabalho é aferido entre as partes e emitida a nota fiscal sobre o mesmo.

Dependendo do tipo de negócio e profissional à ser contratado, esse tipo de relação diminui os valores à serem pagos pela empresa contratante em cerca de 33%, comparado ao regime CLT, conforme pesquisas relacionadas.

Especificidades desse tipo de relação

Alguns cuidados devem ser tomados nesse tipo de relacionamento entre a empresa que contrata e o profissional contratado.

Isso porque neste tipo de relação não pode se ter nenhum tipo de subordinação entre os mesmos, uma vez que este profissional não é um trabalhador subordinado.

Na grande maioria dos casos, principalmente em casos de consultoria, as datas de contratação e expiração do contrato devem ser estipuladas de acordo com o período acordado entre as partes.

Optando pelo melhor regime de contratação de acordo com o perfil do seu negócio

Agora que você já conhece os dois tipos de contratação de profissionais para melhor atender o seu tipo de negócio, é importante avaliar qual se enquadra no perfil da sua empresa.

Lápis e borracha na mão, além do auxílio de um bom profissional contábil, pois todas essas informações são essenciais para a sua empresa.

Bons Negócios!!

7 erros terríveis que você pode estar cometendo na sua Corretora de seguros

Recentemente, com a crise econômica vivenciada em todo o país, as pessoas passaram a controlar seus gastos como modo de sobrevivência para adquirir somente o que de fato necessitam.

Com isso, muitas empresas passaram a sentir o impacto da crise por trabalharem com consumidores diretos que passaram a rejeitar suas ofertas.

Na área de corretagem de seguros não foi diferente, com isso cresceu, e muito, o número de empresas corretoras que fecharam os últimos meses no vermelho.

Algumas empresas apenas se desestruturaram, outras vieram a sofrer impactos mais profundos. No entanto sobreviver a esta crise pode ser uma questão de adequação e melhoramento de uma gestão ineficaz para este momento.

Se este é o seu caso, fique atento, pois preparamos uma matéria sobre os 7 principais erros que sua empresa Corretora de Seguros pode estar cometendo e que podem ser solucionados através de uma gestão eficiente.

Erro 01 – Falta de Organização nas Finanças e estabelecimento de prioridades

Esse é o primeiro e o principal erro financeiro cometido por diversas empresas de todos os segmentos em momentos de crise.

Deixar de organizar e priorizar as principais necessidades é crucial para qualquer negócio que passa por momentos de instabilidade.

Erro 02 – Falta de responsável específico para concentração de pagamentos

Atribuir as mesmas responsabilidades a diversas pessoas é um erro, no entanto deixar de nomear a pessoa principal que ficará responsável por alguma tarefa ou rotina é imperdoável.

Para qualquer negócio crescer é necessário ter total controle das estruturas do mesmo, e com uma corretora de seguros não é diferente. Sendo assim é imprescindível uma figura administrativa responsável por todos os pagamentos, evitando assim transtornos e prejuízos na falta dos mesmos.

Erro 03 – Falta de controle nos gastos

O gasto excessivo, ainda que em valores minúsculos, muitas vezes aparentemente imperceptíveis podem trazer grandes variações no orçamento do período, para uma corretora de seguros.

Isso porque a falta de controle nos gastos é cometida por muitas empresas que acabam não vendo seu lucro descendo ralo à baixo em pequenas proporções, porém, em grande variedade de vezes no período.

Erro 04 – Busca contínua por recursos de terceiros

Muitas corretora de seguros ainda não estruturadas procuram em terceiros, principalmente em instituições bancárias, a chance de se estruturar.

No entanto se parar para pensar, ninguém trabalha de graça, menos ainda os bancos. Com isso, o empresário que trabalha com recursos de terceiros acaba pagando caro por isso, sem nem mesmo ter necessidade de fazê-lo, apenas para não perder o costume.

Em momentos de crise, situações como essa devem ser bem analisadas para evitar ainda mais desperdícios de dinheiro sem necessidade.

Verificar as condições atuais e trabalhar com o que tem em caixa é sempre a melhor opção em momentos de instabilidade financeira.

Erro 05 – Falta de conhecimento de Gestão de Negócio

Todo empreendedor que deseja crescer necessita buscar cada vez mais aprimorar seus conhecimentos como técnica de sobrevivência dos negócios.

Buscar capacitação e melhorias na gestão de sua corretora de seguros é essencial para qualquer empresa, principalmente quando se trata de prestação de serviços, onde a relação com o fator humano se torna efetiva.

Erro 06 – Falta de separação das finanças empresariais x finanças pessoais

Muitos microempresários e até mesmo empresários de empresas de pequeno porte pecam pela não separação das finanças empresariais das pessoais.

Com essa situação qualquer negócio sofre. Isso porque não se tem total controle de quanto à corretora de seguros está sendo rentável e se isso ocorre, é visto apenas pelas projeções e na prática não é sentido no bolso.

Erro 07 – Falta de visão da importância de uma gestão contábil eficiente

Muitos empresários ainda não se deram conta da importância que os trabalhos de um profissional contábil trazem para o seu negócio.

Não apenas para transparecer as movimentações contábeis e gerar as declarações que devem ser enviadas à Receita Federal, o profissional contábil tem papel importante nas tomadas de decisões de qualquer empresa, independente do seu segmento.

Com a constante melhoria e agilidade nos processos, atualmente escritórios de contabilidade trabalham de modo personalizado de acordo com as necessidades dos nichos de atuação que atendem. Isso traz diversos benefícios a relação contabilidade/cliente, trazem recursos para minimizar os custos através de uma inteligência administrativa.

Então não perca mais tempo, agora que você já conhece os principais erros que pode estar cometendo em sua corretora de seguros, comece já a corrigi-los e volte a se estruturar o seu negócio ainda em momentos de crise!

 

Os segredos para melhorar a gestão contábil do seu Consultório Odontológico!

Atualmente em meio às grandes inovações mercadológicas, empreender é a chave para o sucesso de qualquer empresa.

Ainda que micro, pequena, média empresa ou ainda um simples profissional que presta seus serviços de modo autônomo, é muito importante ter total controle do seu negócio de modo a estruturá-lo no mercado e torná-lo grande, assim como o seu sonho.

Muitos profissionais na área da saúde iniciam seus negócios abrindo um consultório próprio, como é o caso da maioria de cirurgiões dentistas com seus consultórios odontológicos.

Assim como qualquer outro negócio, um consultório odontológico presta serviços visando o lucro e assim a sobrevivência do mesmo, no entanto, prestar os serviços profissionais e ainda gerir o próprio empreendimento não é tarefa nada fácil e demanda muito empreendedorismo na veia.

A gestão dos processos para as funções odontológicas não é nada dificultosa, principalmente pela prática e ainda formação dos mesmos. No entanto, os processos financeiros, combustível de todo o negócio, podem se tornar onerosos, e uma falha, pode trazer sérios prejuízos.

Encontrou alguma familiaridade com o seu negócio? Então fique atento que abaixo segue alguns segredos para fazer a melhoria da gestão contábil do seu consultório odontológico e assim, transformar o seu negócio numa empresa de sucesso.

Segredo 01: Organizando as finanças

O primeiro passo para o correto fechamento das movimentações financeiras é a organização e disciplina no armazenamento e confiabilidade das mesmas.

Fique atento a manter a disciplina de guardar todos os comprovantes de gastos relativos ao seu trabalho para não deixar nenhum passar batido sem ser contabilizado.

Segredo 02: Traga a tecnologia aliada ao seu controle financeiro

Atualmente com a crescente inovação tecnológica, cada dia mais cresce o número de equipamentos eletrônicos e de soluções, principalmente financeiras para todos os negócios.

Contar com a tecnologia para controlar as finanças é fundamental para minimizar os erros mais comuns de cálculos, além de minimizar o tempo dos mesmos.

Segredo 02: Faça um controle de recebimentos e recebíveis

Todos os recebimentos, inclusive os recebíveis futuros devem ser controlados e contabilizados. Não descuide dos recebimentos atuais, menos ainda do que tem a receber.

Segredo 03: Não descuide dos controles fiscais

Manter todas as informações contábeis de modo claro e objetivo é importante na hora de prestar contas com a Receita, ainda que sendo um profissional liberal.

Por isso, não descuide dos controles fiscais. Se for o caso, utilize de ferramentas como Auditorias Fiscais Digitais para certificação da veracidade das informações.

Qualquer erro, ainda que pequeno junto à Receita Federal, pode comprometer e muito o seu negócio através das multas geradas pelo mesmo.

Segredo 04: Faça um Planejamento Tributário

Impostos precisam ser pagos.  Isso não é novidade, mas você sabia que há como pagar menos, baseado em um Planejamento Tributário ?

O Planejamento Tributário pode auxiliar na maximização dos lucros gerados pelo seu negócio pelo simples fato de pagar menos impostos.

No entanto, não vacile. Somente um profissional contábil pode trazer informações legais e melhor adequação desse Planejamento para o seu Negócio.

Segredo 05: Conte sempre com um bom profissional contábil

Atualmente, com a crescente demanda de mercado, os escritórios de contabilidade vêm buscando atender a públicos específicos, de modo a maximizar seus resultados, atendendo de acordo com a sua especialização.

Sendo assim, a contabilidade vem de modo estratégico trazer subsídios para uma melhor gestão e controle dos negócios, ampliando os horizontes dos empreendedores através de informações relevantes para as tomadas de decisões.

Deste modo, buscar um profissional contábil competente no mercado é o modo mais estratégico de obtenção de lucros futuros.

Viu só? Não existe dificuldades em empreender, basta colocar em prática esses segredos de sucesso e começar a colher os frutos da sua produtividade financeira.

Bons negócios!