Dicas valiosas para médicos e dentistas melhorarem as redes sociais de suas clínicas ou consultórios

As redes sociais são uma verdadeira extensão do atendimento que você oferece aos seus pacientes em sua clínica ou consultório. Esse ambiente digital, além de ser uma forte ferramenta para prospecção de novos pacientes, é o local onde o seu negócio está exposto para o mundo. Essa enorme vitrine online tem inúmeras vantagens, mas, caso seja utilizada de forma incorreta, pode ser um grande fator de risco para a saúde da sua empresa.

Como ninguém quer ser malvisto no universo da internet, a Proativa separou algumas dicas valiosas para você, médico ou dentista, aproveitar as redes sociais para consolidar a imagem do seu negócio e até aumentar seu faturamento. Continue a leitura e prepare-se para colocar tudo em prática!

Antes de tudo, conheça seu público

Tão importante quanto ser especialista na sua área é conhecer o seu público. Isso irá determinar o tipo de conteúdo e a linguagem que o seu negócio deve ter nas redes sociais. Informações como faixa etária, interesses, localização e gênero fazem toda a diferença. Por exemplo, se você tem um consultório de odontopediatria, seu público não é de crianças, mas muito provavelmente de mães. Você pode buscar entender o comportamento dessas mães e direcionar um conteúdo realmente relevante para elas.

Cuidado com o conteúdo

Um ponto de atenção que profissionais de saúde precisam levar em consideração é que, se o seu discurso é direcionado para clientes/pacientes, você precisa se comunicar para eles. O que isso quer dizer?

Muitos médicos ou dentistas postam imagens de cirurgias ou qualquer outro procedimento e ainda enchem as legendas com termos técnicos e difíceis para o público geral compreender.

É necessário ter bom senso. Escolha imagens que transmitam o resultado do seu trabalho e não o “problema” que você solucionou. Você pode tomar como exemplo as campanhas publicitárias de grandes hospitais: elas nunca vão mostrar um paciente debilitado, em tratamento ou sendo operado, mas sempre feliz e sorridente, transmitindo a sensação de que foi bem cuidado. O discurso segue a mesma linha e precisa cumprir sua missão de ser entendido.

Fique dentro da lei

Tanto o Conselho Federal de Medicina, quanto o de Odontologia possuem seus códigos de ética e precisam ser respeitados. Posts como “antes e depois”, consulta e diagnóstico online, promessas de resultados e exposição vexatória de pacientes não são permitidos. Caso você fique na dúvida se o que você vai postar está de acordo com o código de ética da sua classe, não hesite em pesquisar e confirmar antes.

Não deixe seu público “a ver navios”

Busque solucionar qualquer eventual problema e sempre demonstre preocupação com a solicitação do seu cliente. Lembre-se, todas essas pessoas são formadoras de opinião na internet, mesmo que em pequena escala.

Também é importante prestar atenção na frequência de postagens. Monte um cronograma e programe-se para cumpri-lo.

Considere investir

Mesmo as redes sociais fazendo parte do nosso dia a dia, manter um perfil ou página profissionais exige alguns investimentos, seja de tempo e/ou dinheiro.

Caso você não tenha uma agenda que permita que você dê uma atenção especial a essa área do seu negócio, procure capacitar algum funcionário ou busque a ajuda de profissionais especializados.

Analise seus resultados

Mais do que números de curtidas, comentários ou compartilhamentos, você pode utilizar as redes sociais para escutar as necessidades (ou reclamações) do seu público e transformá-las em soluções para a sua clínica ou consultório. Por exemplo, se você recebe muitas mensagens perguntando sobre um serviço X, que você não oferece, considere estudar melhor a possibilidade de implementá-lo.

A Proativa Consultoria Contábil e Empresarial está sempre buscando soluções para que o seu negócio seja ainda mais bem-sucedido. Continue acompanhando nosso blog e, caso surja alguma dúvida, entre em contato com o nosso time!

7 erros cometidos por empreendedores antes de abrir uma empresa

Ao decidir abrir uma empresa, muitos empreendedores cometem alguns tipos de erros que podem ser fatais para o crescimento e a longevidade de seu empreendimento. Os erros mais comuns ocorrem quando um empreendedor acredita que apenas ter uma grande ideia de negócio e colocá-la em prática já é o suficiente para lançar um empreendimento de sucesso.

Grandes ideias  são essenciais para se fazer grandes negócios, porém, as empresas que iniciam suas atividades e que mais perduram em seu segmento de atuação, são lideradas por empresários que querem começar do modo certo, de modo a evitar erros ou aprender rapidamente para não repetir erros do passado ou de outros empreendedores que eram grandes promessas, mas que sucumbiram diante da miopia corporativa.

Neste artigo falamos sobre os 7 erros cometidos por empreendedores antes de abrir uma empresa. Fique atento para não cometer os mesmos erros. Boa leitura!

# 1 Indefinição das metas

As metas SMART de longo alcance (Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Realistas e Temporais – relacionadas ao tempo) ajudam a guiá-lo durante os primeiros e mais caóticos dias da abertura de uma empresa, e são muito valiosas para direcionar seus esforços de planejamento de longo prazo. As empresas mais bem sucedidas são o resultado de um plano de negócios bem elaborado, com metas comerciais, metas financeiras, metas de marketing, dentre outras, muito bem definidas, de modo a perseguir o alcance dos objetivos traçados para o sucesso do empreendimento.

# 2 Não saber quem é seu “cliente ideal”

Do que adianta ter um novo produto ou serviço se você não sabe para quem vender? Antes de abrir uma empresa, você precisa realizar pesquisas de mercado e assim ter, total certeza, de que existe demanda para seus produtos e serviços, para quem você deseja vender, onde você pode encontrá-los e o tipo de abordagem de marketing mais adequado à necessidade de seu público alvo.

# 3 Negligenciar o Marketing é um pecado mortal

Digamos que você identificou seu público-alvo. Qual é a maneira mais eficaz para eles conhecerem o que sua empresa faz? A resposta está no tipo de estratégia de marketing que você irá traçar e implementar para divulgar o seu negócio. Pode ser através da publicidade tradicional, campanhas de mala direta, marketing digital, site da empresa, postagens em seu blog de conteúdo relevante para este público, otimização do site para os motores de busca na web (como o Google), investir em mídias sociais ou contar com boas referências à moda antiga. De algum modo você precisa mostrar ao mercado que existe uma nova opção para os consumidores ou nada irá acontecer. Não cometa o erro fatal de acreditar que os clientes virão até você. Quem não é visto, não é lembrado!

# 4 Insistir em fazer tudo sozinho

Ao abrir uma empresa, a maioria dos empresários dá um verdadeiro “show de empreendedorismo”, isto é, cuida de cada detalhe do negócio, seja este grande ou pequeno. Porém, os processos operacionais começam a aumentar e fica impossível para qualquer empreendedor, mesmo que este seja um “showman”, cuidar de tudo sozinho.

Uma empresa precisa contar com habilidades diversificadas nas mais variadas áreas para ser um sucesso. Logo, apenas um indivíduo não dará conta de tudo. Entre os erros mais comuns cometidos por empreendedores ao abrir uma empresa está a persistência na crença de que podem fazer tudo sozinho. Essa atitude não deixa tempo para elaborar estratégias, pesquisar a concorrência, adaptar-se às constantes mudanças de seu mercado – ou mesmo ter ótimas noites de sono. A solução? Contrate uma equipe capacitada para te ajudar!

# 5 Contratações sem critério

Contratar as pessoas certas para “se juntar” ao seu empreendimento é fundamental. Mas não espere que estes profissionais “caiam do céu em seu colo”. Portanto, não se apresse para contratar a primeira pessoa que “aparentar” qualificações para um determinado cargo. Reconhecer a necessidade de ter profissionais talentosos ao seu lado é o primeiro passo crítico para formar uma equipe capacitada. Em seguida, certifique-se de contratar certo – e depois delegue sabiamente.

Saber delegar de modo eficiente é a melhor maneira de qualquer empreendedor – dono de um novo negócio – ter tempo para se dedicar às atividades empresariais que exijam realmente a sua especialização. Construir uma equipe posicionada e bem preparada é fundamental para o sucesso empresarial em longo prazo.

# 6 Não estimar o tempo e os custos envolvidos

Alguns empresários tornam-se excessivamente otimista sobre o quão bem eles podem gerenciar sozinhos tanto o seu tempo, quanto suas finanças. Qualquer empresário mais experiente pode confirmar que as coisas não funcionam dessa forma. Abrir uma empresa sempre leva mais tempo do que o esperado e os custos inesperados  podem surgir a qualquer momento.

Faça um planejamento seguro, com estratégias de contingência, tanto para o fator tempo, quanto para o fator finanças. Por isso é essencial contar com o apoio de uma assessoria contábil experiente para lhe ajudar no planejamento e cuidar de toda a burocracia inevitável ao abrir uma empresa.

# 7 Esquecem-se de se divertir

Abrir uma empresa é um compromisso enorme e você deve levar isso muito a sério. Mas você será um empresário melhor (e uma pessoa melhor) se evitar perder aquele brilho no olhar e aquela garra que o levou a querer empreender em primeiro lugar.

Qual era o seu propósito? O que você tinha em mente? Você ama realmente o que você faz? Quem ama o que faz, apesar de toda seriedade que o mundo corporativo exige, se diverte dando o seu melhor.

Se você não gostar do processo, então, o que você deve fazer? Continuar se sacrificando apenas em nome do sucesso? E ai, você parou de se divertir?

Leve seus negócios a sério, porém, não se leve tão a sério assim. De vez em quando “fazer algo bobo”,  pode fazer você se sentir como uma criança novamente. E ninguém pode tirar a crença e a esperança de uma criança em um futuro melhor. E o principal, crianças constroem o futuro se divertindo!

Continue se divertindo ao empreender e seja um sucesso em tudo que você fizer e não apenas nos negócios!

Pense nisso e até a próxima!

COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA: ESTRATÉGIAS EFICIENTES DE MARKETING ODONTOLÓGICO

Marketing é a chave para o sucesso de qualquer negócio, e as clínicas odontológicas não são exceção. Para uma clínica odontológica crescer, um único dentista deve atender de  24 a 50 novos pacientes todos os meses.

Para atrair novos pacientes, uma clínica deve oferecer produtos competitivos a preços igualmente competitivos, juntamente com serviços convenientes de muita qualidade, todos apoiados por um sólido plano de marketing odontológico. 

No nosso 11º post de nossa série: COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA, vamos falar exatamente sobre  6 estratégias de marketing odontológico muito eficientes para que sua clínica seja um sucesso.

Aqui estão algumas estratégias de marketing odontológico que você pode testar:

  1. Presença online (VOCÊ DEVE TER)

Eu sei que é óbvio, mas, por favor, qualquer estratégia de marketing odontológico por mais básica que seja, inclui ter uma presença on-line. Vamos detalhar algumas peças chave que não podem faltar em uma estratégia de marketing odontológico bem estruturada.

  • Peça Chave 1: Website –  Não vamos detalhar muito , mas você sabe que você precisa de um site para sua clínica odontológica. Mesmo que você não concorde, lembre-se – É melhor ter algo ao invés de nada.

As pessoas vão procurar por clínicas odontológicas no Google, e você quer que elas te encontrem. Um site bem desenvolvido, além de fazer você ser visto, passará um conceito de experiência e idoneidade. E isso é tudo o que você precisa… Credibilidade!  

Certifique-se de que teu site tenha pelo menos o básico: Endereço, informações de contato, os tipos de serviços que você presta, e informações sobre você ou sobre a sua clinica. O ideal é que tudo isso seja pensado numa linguagem e identidade visual que alcance ao seu perfil de público alvo ideal.

Peça Chave 2: Search engine optimization (SEO)  – Muitas vezes você já deve ter se perguntado: O que é SEO? SEO é considerado por muitos o “Santo Graal” do marketing digital. SEO não é um conceito muito difícil de entender, a parte mais difícil de SEO é o comprometimento com as atividades que você precisa executar a longo prazo.

Aprender o básico vale o tempo investido. Fazer algumas coisas básicas vai fazer você se destacar da multidão. Uma compreensão básica de SEO irá ajudá-lo a utilizar todos os seus esforços on-line e off-line para tornar o seu site mais relevante para os motores busca, como o Google, por exemplo.

Se você estiver realmente interessado em aprender sobre SEO, leia este post: O que é SEO? Da Agência Mestre.

Peça chave 3: Perfis em Mídias Sociais –  Uma estratégia de marketing odontológico eficiente, que quer criar consciência em seu público alvo sobre a sua existência e autoridade sobre os serviços de sua clínica, não pode deixar de lado as mídias sociais, pode?

A cada dia as redes sociais provam ser das mais eficientes ferramentas de uma estratégia de marketing odontológico. Redes Sociais como Facebook, Twitter e Linkedin estão se tornando rapidamente alguns dos meios mais influentes para se criar consciência entre os pacientes em potencial. Dentistas e pacientes agora são capazes de se comunicar 24 horas por dia através dessas mídias de massa.

Se você decidir incluir as mídias sociais em sua estratégia de marketing odontológico, indicamos que comece com o Facebook. Esta é a mídia social onde com certeza seus consumidores estão, e se eles “gostarem” dos seus serviços, pode ter certeza, há uma grande chance de que eles compartilhem sua satisfação com seus amigos e com os amigos dos amigos. Logo, em bem pouco tempo, você será visto por milhares de pacientes em potencial. Isso é excelente, não é mesmo?

  1. Envolvimento Comunitário – Conheça Pessoas / Rede de relacionamento

Uma estratégia de marketing odontológico eficaz e que é comumente usada por muitos dentistas é simplesmente manter-se e manter a sua clínica popular em sua comunidade. Participe ativamente de várias atividades sociais em sua comunidade. Seja sempre simpático e útil aos seus vizinhos para que você possa ganhar a sua confiança e respeito. Desta forma, você sempre estará no topo de sua lista sempre que eles precisam de um dentista.

Veja bem, a indústria de cuidados e higiene bucal é um negócio que depende do fator: confiança. A maioria das pessoas só irá confiar a sua saúde bucal a alguém que sintam que conhecem pessoalmente ou a alguém que tenha uma boa reputação em sua comunidade.

  • Patrocine uma pequena equipe de esportes local
  • Patrocine algum evento social da comunidade
  • Realize trabalhos voluntários em sua comunidade, como um “day clinic odontológico”, totalmente gratuito, onde você e sua equipe realizarão análises e pequenos procedimentos visando a melhora da saúde dos participantes.
  1. Clientes Referência – Use seus pacientes para obter novos pacientes

Tenho certeza que você já sabe o poder das referências, do chamado marketing boca a boca. Esta é uma estratégia de marketing odontológico que não pode ser deixada de fora desta lista. Algumas pequenas clínicas até conseguem algum crescimento sem este tipo de estratégia, porém, as mesmas não conseguem mensurar o potencial de crescimento do empreendimento.

A criação de um programa baseado em incentivos, torna o rastreamento de clientes e referenciadores 10x mais fácil. 

Usando um serviço como  http://referralrock.com  você pode facilmente configurar um programa e controlar  todos os resultados . 

  1. E-mail marketing – Lembre-os que você existe

Conseguir uma lista de e-mails de seus potenciais pacientes vale ouro. Endereços de e-mail são uma linha direta de comunicação para empresas que desejam prosperar os seus negócios. Você pode começar a criar esta lista deixando claro aos seus pacientes que sua intenção é ajudá-los com dicas de higiene e saúde bucal, e também para envio de lembretes de consultas e agendamentos.

Não pratique SPAM. Somente envie aos seus pacientes informações realmente relevantes, pois é importante que você mantenha uma imagem de confiança.

O objetivo é lembrá-los que você está sempre ali, à disposição deles. Fale sempre sobre coisas relevantes (e guie-os de volta ao seu site), Isto aumenta a frequência e consequentemente a relevância do seu site junto aos motores de busca.

Fale sobre:

  • Seu envolvimento em ações comunitárias;
  • Dicas de higiene e tratamentos bucal;
  • Histórias sobre como uma boa saúde bucal mudou a vida de seus pacientes ( com sua permissão, e respeitando os princípios do Marketing para Médicos).

O e-mail marketing é realmente uma das melhores estratégias de marketing odontológico para sua clínica.

  1. Junte-se à sua comunidade on-line

Onde quer que você se localize, existem fóruns locais que você pode participar e grupos em mídias sociais para discussões sobre saúde bucal. Faça uma pesquisa sobre “cidade + fórum” e estas pesquisas o guiarão para um fórum onde você poderá interagir com as pessoas de sua comunidade e construir um relacionamento com os mesmos. Isso ajudará a construir e/ou melhorar a sua presença online.

Existem também grupos no Facebook, grupos no Linkedin e comunidades do Google Plus das quais você pode participar.

Seja útil e contribua com assuntos interessantes e relevantes em cada grupo que participar. Além disso, promova-se consensualmente, colocando o seu site em sua assinatura. É ótimo para o SEO de seu site.

  1. Marketing de conteúdo

Quando falamos em marketing de conteúdo queremos dizer: Crie um blog em seu site e publique muitos conteúdos relevantes para o seu público no mesmo. Se você é um empreendedor, e está lendo um conteúdo que lhe interessa, isto significa que você está conectado em nosso blog, correto?

Você pode fazer a mesma coisa e atrair visitantes para o seu próprio blog.

Para uma estratégia de marketing odontológico de conteúdo ser eficiente, você precisa ser muito consistente com a mesma. Deve ter disciplina em suas publicações, preparar conteúdos realmente relevantes para o seu público e mostrar que realmente você é uma autoridade em saúde bucal.

Conclusão

Essas 6 estratégias de marketing odontológico, quando implementadas de modo consistente e por profissionais especializados em marketing, podem realmente trazer um resultado sensacional para suas metas de crescimento.

Procure por uma agência especializada em marketing odontológico e tenha retornos extraordinários para os seus investimentos.

Muito boa sorte e até a próxima!

Não perca o próximo post: COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA: QUAIS OS INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS?

COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA: ESTRATÉGIAS DE MARKETING E CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS

Crescer um negócio não é nada fácil, principalmente quando você não tem tempo para pensar em ações de marketing e distribuição dos seus serviços.  A maioria dos dentistas é treinada para prestar serviços odontológicos e quase nunca têm tempo de encontrar novas maneiras de como eles podem comercializar estes serviços.

É por isso que ler sobre ideias de marketing odontológico e formas de distribuir (vender) seus serviços ou sua clínica pode ajudá-lo imensamente a divulgar seu negócio. No final, tudo se resume a quão bem você conseguirá gerenciar suas estratégias de marketing odontológico usando tanto de meios tradicionais, bem como de marketing digital.

Neste 10º artigo da nossa série: COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA, vamos falar sobre os canais estratégicos de marketing e distribuição dos serviços odontológicos.

Estratégia de Marketing Odontológico  e canais de distribuição

Como um dentista empreendedor você deve pensar não somente em ser o melhor profissional no tipo de prestação de serviços que oferece aos seus pacientes. Deve pensar também em como você irá divulgar estes serviços, em como atrair pacientes para sua clínica odontológica e atingir suas metas de vendas para que seu empreendimento seja lucrativo e você alcance os seus objetivos como profissional.

Sendo assim, criar estratégias de marketing odontológico e canais de distribuição dos serviços odontológicos é o que poderá garantir o sucesso e o crescimento de sua clínica.

Canais de Distribuição

Os serviços odontológicos se limitam a poucos canais de distribuição e vendas. Isso se dá pela necessidade da presença do dentista para realização e conclusão dos procedimentos e tratamentos oferecidos. Logo, os canais de distribuição se restringem a adesão a convênios com planos de saúde, contratos ou parcerias com médias e grandes empresas, pacotes promocionais a clientes individuais e a estratégias de marketing de atração de pacientes para que frequentem a clínica a fim de realizarem tratamentos. Qualquer outro mecanismo que amplie os canais de distribuição deve ser iniciado a partir de uma revisão do modelo de negócios atual e investimentos em adequações.

Porém, várias estratégias de marketing odontológico podem ser utilizadas pelo dentista empreendedor, tais como:

  1. Definição do perfil do cliente – Quem você deseja segmentar?

Uma coisa que você precisa incluir em sua estratégia de marketing odontológico é uma descrição do tipo de pacientes que você deseja atingir. Você está direcionando seus esforços para ser um consultório odontológico que vence a concorrência através de preços, isto é, oferecendo descontos e cobrando mais barato seus tratamentos a fim de ter uma lucratividade através de um apelo de marketing maciço? Se assim for, então você provavelmente seu público alvo será de famílias de classes tipo C,D, e E,  e também de pessoas com mais idade, provavelmente aposentados, que dependem exclusivamente de uma renda fixa mais baixa para sobreviver.

Você quer que a maior fatia do seu lucro venha através de cirurgias estéticas?  Tem a intenção de se tornar um dentista diferenciado, principalmente para os pacientes de classe média alta? Então você tem que direcionar suas ações de marketing para profissionais como médicos, advogados, executivos de grandes empresas, famosos, etc.

Uma vez que você define o perfil de público que deseja atrair para sua clínica odontológica, então você terá dado o primeiro passo para divulgar o seu negócio de forma eficiente. As estratégias de marketing odontológico agora irão definir como e para quem você irá se mostrar em seu mercado.

  1. Defina suas metas – Quantos novos pacientes por mês?

Depois de ter decidido sobre para quem irá direcionar seus serviços, você precisa definir suas metas e objetivos, para que assim, você possa medir seus esforços de marketing. Para isso, ao invés de dizer “eu quero muitos pacientes, quanto mais, melhor”, defina de forma clara e objetiva uma meta realista para si mesmo em quantidade de novos pacientes por mês.

Defina metas viáveis, metas que sejam alcançáveis. Porém, metas que lhe tragam satisfação ao alcançá-las.  Não defina metas muito fáceis, pois não lhe trarão motivação alguma. Também não defina metas “surreais”, inalcançáveis, pois as mesmas só irão drenar sua energia e matar seu espírito empreendedor.

  1. Teste suas ideias no mercado – que está trabalhando?

Agora que você sabe para quem você deseja vender e quais são suas metas de pacientes por mês, você precisará definir alguns parâmetros importantes para medir se sua estratégia de marketing  é eficiente ou não.

Se você assiste a série  Shark Tank , no Canal Sony, você provavelmente está muito familiarizado com esses conceitos.

Conceito 1: Lifetime Value (LTV) – Quanto vale cada paciente ao longo do tempo? Ter uma compreensão do valor de vida de cada um de seus pacientes irá lhe dar uma ideia de quanto você pode investir em marketing odontológico para adquirir um novo paciente. Lembre-se, isso não precisa ser feito em uma base individual, isso deve ser calculado como uma média.

Se você acabar com uma ampla gama de opções, você pode querer optar por  segmentar grupos de clientes e criar estratégias para perfis de clientes separados.

Conceito 2: Custo de Aquisição do Cliente (CAC)  – Quanto custa você adquirir um cliente? É importante diferenciar seus custos operacionais (por exemplo, administrativos, higienistas, protéticos, recepcionistas…), pois estamos apenas medindo o custo do que é preciso para atraí-los. Nós não seremos capazes de calcular isso ainda, mas você precisa manter este conceito em mente para a hora de implementar cada estratégia de marketing.

Cada estratégia de marketing deve ser testada e acompanhada no tangente à sua eficácia para que você saiba onde “apostar” suas fichas (investir recursos / tempo / esforço). Sem calcular custos operacionais / serviços por cliente e assim por diante, uma regra geral seria: 3 x CAC < LTV

Conceito 3: Rastreando o sucesso –  Se você está aplicando estratégias de marketing digital, você pode acompanhar a eficácia usando softwares de análise da web como o  google analytics  para monitorar os resultados do seu site. Para obter detalhar o seu acompanhamento você pode usar as páginas de destino e direcionar o seu tráfego para essas páginas com base na estratégia de marketing / campanha.  Estratégias de Marketing off-line são muito mais difíceis de rastrear, mas podem ser feitas também, através de códigos de promoção.

É muito importante que você, como dentista empreendedor, entenda os conceitos de Marketing Odontológico e quais são os melhores canais de distribuição para os seus serviços.

Sendo assim, no nosso  11º post sobre: COMO MONTAR UMA CLÍNICA ODONTOLÓGICA, falaremos sobre: Estratégias eficientes de Marketing Odontológico.

Não perca!

Até a próxima!

Referência de pesquisa: SEBRAE

Plano de marketing para consultórios médicos: todos os fatos que você precisa saber

Como qualquer outro tipo de empresa, o marketing para consultórios médicos precisa ter um bom planejamento, já que o profissional ou profissionais que ali trabalham dependem também de divulgação dos serviços de saúde prestados para serem conhecidos e procurados pelos clientes.

O marketing para consultórios médicos terá, no planejamento, a base para todas as ações a serem realizadas para buscar crescimento e para se tornar conhecido no mercado.

O plano de marketing não é nada mais do que um planejamento das ações de marketing para consultórios médicos, procurando alcançar seus objetivos e conseguir aumentar o número de clientes e sua fidelização, aumentando também seu faturamento.

Desta forma, o plano de marketing deve ser visto como mais uma ferramenta de gestão para o consultório médico, que irá se tornar mais visto, mais lembrado e mais competitivo na área da saúde em que estiver inserido.

Como fazer o plano de marketing para consultório médico

No desenvolvimento do plano de marketing para consultórios médicos é preciso ter em mente o mercado de atuação e atender as regras do código de ética médico elaborado pela CFM – Conselho Federal de Medicina.

Todas as decisões tomadas no plano de marketing irão influenciar as campanhas a serem feitas e as atitudes tomadas para divulgar o consultório médico, e devem ser condizentes com o posicionamento do consultório médico na área de saúde.

De uma maneira básica, é preciso conhecer a área de saúde da região e analisar a participação do consultório nesse meio, tomando atitudes para aumentar a participação, fazendo do plano de marketing para consultórios médicos um guia para o futuro da empresa.

A criação e o desenvolvimento de um bom plano de marketing para consultórios médicos dependem do conhecimento de um especialista em marketing, já que se trata de uma área muito ampla e com inúmeras técnicas que podem ser aplicadas. Como se trata de um campo específico, o de saúde, o especialista poderá direcionar melhor as campanhas, atendendo as determinações do código de ética médico.

O plano de marketing deve representar o posicionamento do consultório médico, estando de acordo com a visão, a missão, os valores e os objetivos, tornando-se a vitrine, por assim dizer, do consultório médico, como se fosse uma amostra dos serviços prestados pelos profissionais.

O investimento deve ser feito criteriosamente, necessitando de um responsável pelo marketing, já que se trata de um passo importante para o consultório e para os profissionais que ali trabalham.

O profissional de marketing responsável pelo plano de marketing para consultórios médicos deve fazer o acompanhamento de tudo o que foi elaborado e das campanhas que serão realizadas, para que não apresentem erros ou divergências com relação às determinações do CFM e para que as campanhas resultem de forma positiva para o aumento de clientes.

Desde seu início, o plano de marketing deve ser registrado, com todas as ações anotadas, gerando um histórico para o consultório médico que, assim, poderá saber o que deu certo e o que precisa ser mudado.

Plano de marketing para consultórios médicos: valorizando os profissionais e a empresa

Mesmo que seja um consultório pequeno, um bom plano de marketing sempre valoriza o empreendimento. O plano de marketing para consultórios médicos vai auxiliar também no controle de custos e no registro de todas as ações que possam aumentar o número de clientes.

O plano de marketing não é obrigatoriamente um calhamaço de papéis, ou seja, não tem necessidade de ser um documento muito extenso. O que é preciso é que todas as ações sejam planejadas e anotadas para verificar o seu resultado.

Portanto, muito embora o profissional médico possa até ter certos conhecimentos de marketing, é importante contratar um especialista para a elaboração do plano.

Ações para a montagem do plano de marketing para consultórios médicos

A seguir, vamos conversar sobre as principais ações necessárias para a montagem de um plano de marketing para consultórios médicos:

  • Analisando o ambiente para fazer o marketing

A primeira das ações é fazer uma avaliação de como está o consultório médico e dos fatores internos e externos que podem influenciar suas atividades, além de conhecer bem o segmento de saúde e saber quais são as capacidades do consultório.

É importante colocar no papel as forças e fraquezas do consultório e o capital que será investido nas ações de marketing para que ele tenha sustentabilidade.

  • Conhecendo o público-alvo

O plano de marketing para consultórios médicos deve ser direcionado para o seu público-alvo, para a especialidade em que ele atua. Nessa parte do plano, é preciso analisar o mercado, verificando a demanda, o potencial e a taxa de crescimento da população, além do percentual dessa população que normalmente procura os consultórios médicos.

  • Conhecendo os concorrentes

Embora não seja tão ético falar em concorrência no setor de saúde, é certo que ela existe. Por isso, é importante avaliar quantas clínicas e consultórios médicos existem na cidade e na região voltados para a mesma área de saúde do consultório médico e conhecer um pouco mais sobre sua atuação entre os clientes.

  • Definindo ações e estratégias

Aqui vamos trabalhar com o objetivo do plano de marketing para consultórios médicos. O consultório vai procurar convênios com empresas ou com planos de saúde ou vai direto atrás de clientes? Para definir as ações é importante saber de onde está saindo o maior faturamento e avaliar onde é possível melhorar, dentro da capacidade de atendimento dos profissionais.

As ações devem ser voltadas tanto para a internet quanto para o marketing tradicional e isso será definido de acordo com os objetivos.

  • Montando um cronograma

Cada ação ou campanha do plano de marketing para consultórios médicos deve ter uma duração, com a posterior avaliação dos resultados e as mudanças necessárias para a próxima. Fazendo o registro de tudo o que ocorre em cada campanha torna-se mais fácil encaminhar a seguinte. É importante ter em mente que um plano de marketing deve ser continuado, sempre revisado e atualizado para que possa trazer resultados efetivos.

Conclusão

A qualidade da implementação de um plano de marketing para consultórios médicos é de fato tão importante quanto a qualidade do planejamento em si para que se tenha realmente chances de um resultado bem-sucedido.

Enquanto a fórmula do sucesso aqui possa não corresponder exatamente à citação de Thomas Edison que diz:  “Ser um Gênio é 1% de inspiração e 99% de transpiração”, é claro que a implementação eficaz de um plano de marketing bem concebido para consultórios médicos é pelo menos metade da batalha. Diferenças dramáticas no resultado de estratégias e planos de marketing semelhantes ou idênticos, executados em situações semelhantes ou idênticas, reforçam esta realidade.

Por isso, consulte profissionais especializados em marketing para divulgar seu consultório médico, pois estes profissionais são capazes de montar a melhor estratégia de marketing para o seu negócio e são capazes de implementar tais estratégias de forma eficiente, de modo a garantir os resultados tão almejados.

Até a próxima!

13 coisas que você precisa saber sobre marketing para médicos

O marketing é essencial nos dias atuais, sendo uma importante ferramenta para divulgação de qualquer empresa ou profissional. Na área da saúde, o marketing para médicos também se torna necessário, principalmente quando o profissional está em início de carreira ou sua clínica está em início de atividades e deseja construir sua própria reputação numa determinada região.

Contudo, o marketing para médicos deve ser praticado de uma forma diferente do marketing para outros tipos de profissionais, empresas e segmentos, devendo obedecer às restrições estabelecidas pelo CRM – Conselho Regional de Medicina.

O CRM possui um Manual de Publicidade Médica que deve ser seguido por todos os profissionais médicos, independente de suas especialidades, atendendo às condições éticas da profissão e os limites estabelecidos para respeitar os clientes.

O manual foi desenvolvido pelo CFM – Conselho Federal de Medicina, sendo depois distribuído para todos os CRM de todos os Estados, criando regras para coibir eventuais abusos e devendo ser respeitado em todo o território nacional.

Como deve ser o marketing para médicos

A  foi quem debateu os critérios do manual, procurando eliminar interpretações suCodame – Comissão de Divulgação de Assuntos Médicosbjetivas, apresentando uma linguagem bastante clara e direta.

O manual não proíbe a publicidade de serviços profissionais, permitindo a qualquer médico ou clínica fazer a divulgação, mas estabelece restrições bastante delimitadas. Veja a seguir os 13 pontos principais que limitam o marketing para médicos:

      1-Proibido o uso de fotos de pacientes no marketing para médicos

A utilização de fotos de pacientes, mesmo com a autorização dos mesmos, é totalmente proibida para demonstração de resultados de tratamentos em qualquer meio de divulgação, evitando-se até mesmo os populares selfies. No caso de eventos ou de apresentação de trabalhos científicos, desde que haja autorização prévia do paciente, as fotos são permitidas.

     2-Marketing para médicos nas redes sociais

Sabemos que as redes sociais são excelentes canais de comunicação de massa para se compartilhar conhecimentos e divulgar serviços e trabalhos, e o médico pode fazer uso das redes como estratégia de marketing, podendo, inclusive, divulgar telefone e endereço do empreendimento. O cuidado exigido é com relação ao conteúdo das postagens, que não podem ser sensacionalistas ou darem a entender que os resultados dos tratamentos são garantidos. As redes sociais podem ser usadas como um canal de comunicação com os pacientes, onde eles podem tirar dúvidas e conhecer novos tratamentos, ou até mesmo fazer agendamentos online.

      3-Divulgar o uso de tecnologia avançada nos tratamentos é uma ótima estratégia de marketing para médicos

O médico ou a clínica médica podem anunciar o uso de tecnologia de última geração para auxílio dos mais diversos tratamentos em sua estratégia de marketing. A única restrição é com relação à divulgação de garantia de sucesso do tratamento.

      4-Divulgar Especialidades na estratégia de marketing para médicos

O profissional médico tem permissão para fazer propaganda de títulos de especialidades e do registro no CRM. No entanto, o anúncio só pode mencionar, no máximo, duas especialidades, embora possa divulgar todas as sociedades médicas às quais é filiado.

     5-Titulação acadêmica no marketing para médicos

O manual não faz qualquer restrição com relação a títulos acadêmicos em cartões, material promocional ou itens de papelaria, desde que os títulos estejam relacionados à área de atuação do profissional, lembrando apenas que os títulos acadêmicos anunciados devem ser obrigatoriamente registrados no CRM. Além disso, o profissional médico não pode divulgar especialidades ou áreas de atuação que não sejam reconhecidas pelo CFM ou pela Comissão Mista de Especialidades.

      6-O marketing no catálogo de clínica

Havendo um catálogo da clínica, as informações devem se limitar àquelas sobre as especialidades de cada profissional que ali trabalha, trazendo o nome e o CRM do responsável técnico pela instituição.

      7-Material Gráfico para divulgação da clínica médica

De acordo com o manual, todo e qualquer material impresso de uma clínica deve trazer o nome do médico, a sua especialidade, o CRM do mesmo e o Registro de Qualificação de Especialista (RQE). Se o consultório for uma pessoa jurídica, o material deve apresentar o nome e o CRM do responsável técnico.

       8-Expressões vetadas no marketing para médicos

O médico não poderá usar em nenhuma peça promocional de divulgação de suas especialidades expressões como “o melhor”, “o mais eficiente”, “o único capacitado”, “resultados garantidos” ou coisas do gênero. São termos considerados sensacionalistas e que podem caracterizar propaganda enganosa. Além disso, é proibido oferecer qualquer garantia de resultados nos tratamentos, seja a pacientes ou familiares, entendendo que cada organismo reage de uma forma e que nenhum médico pode garantir sucesso.

       9-A participação em anúncios alheios é proibida pelo CFM

O CFM proíbe de forma categórica a participação de médicos em qualquer tipo de anúncios de produtos ou de marcas comerciais, de métodos ou técnicas não aceitos pela comunidade científica ou de divulgação de técnicas exclusivas, aplicando essa proibição também a entidades sindicais e associações médicas.

       10-Entrevistas podem ser o diferencial em uma estratégia de marketing para médicos

O médico especialista ou generalista pode participar de programas de tv, de rádio ou conceder entrevistas para qualquer órgão de imprensa, desde que seja com a função de esclarecimentos à sociedade. O médico não pode se autopromover, fornecer endereço ou telefone com a intenção de captar pacientes, além de não poder receber valores ou obter lucros para dar entrevistas. No caso de qualquer matéria divulgada com alguma incorreção, o médico deve encaminhar um ofício ao órgão de imprensa e ao CRM para retificar. A intenção desta estratégia de marketing é transformar o profissional médico em uma autoridade em sua especialidade.

       11-Prêmios NÃO devem e nem podem ser evidenciados no planejamento de marketing para médicos

Premiaçoes como “Destaque do Ano”, “Melhor Médico” e similares em relação ao profissional médico ou à sua clínica estão totalmente proibidos pelo CFM, já que são considerados como publicidade, com o objetivo promocional ou de propaganda, seja individual ou coletivo. As homenagens aos médicos estão restritas àquelas prestadas por instituições acadêmicas, sociedades médicas ou órgãos públicos.

         12-O médico não pode divulgar preços nas propagandas de sua clínica médica

Em nenhum material de marketing da clínica médica é permitido divulgar preços de procedimentos ou formas de pagamento ou de parcelamento, não sendo também permitido conceder descontos como diferencial ou como promoção de serviços.

         13-Sites e blogs são ferramentas essenciais de marketing para  médicos

Segundo o manual, um site institucional e/ou um blog podem ser considerados ferramentas de disseminação de conhecimento científico. O site pode conter informações institucionais da clínica, tipos de tratamentos oferecidos, currículo da equipe de médicos e informações para contato. Já a iniciativa de criar um blog é encorajada, já que pode passar informações relevantes e verídicas sobre a medicina. Portanto, um profissional médico ou sua clínica médica pode ter um blog corporativo ou até mesmo um blog pessoal em sua estratégia de marketing, desde que publique conteúdos interessantes, não devendo ser usado para prestar qualquer tipo de consultoria aos pacientes. O cunho das matérias deve ser exclusivamente educativo, de modo a orientar ao público em geral sobre os benefícios da medicina.

Conclusão

O médico empreendedor pode e deve utilizar das estratégias de marketing para médicos para divulgação dos serviços prestados dentro das estratégias permitidas, atraindo maior número de pacientes para a sua clínica ou para evidenciar suas especialidades.

Para isso, basta procurar por profissionais ou agências especializadas em marketing para médicos, que conheçam as restrições impostas pelo CFM, de modo a estabelecer os canais de divulgação, as mídias, os tipos de materiais impressos, dentre outros recursos que podem ser utilizados a fim de manter a sua reputação e/ou de seu empreendimento em sempre em alta.

Se ainda restarem dúvidas sobre como deve ser praticado o marketing para médicos, registre seus comentários logo abaixo. É muito importante para nós interagirmos com você!

Se você gostou da matéria COMPARTILHE em suas redes sociais. Deixe-nos também, suas sugestões sobre matérias que gostaria de ler em nosso blog.

Até breve!

10 coisas que você não aprendeu na faculdade sobre Marketing para Clínicas Médicas!

Nos últimos anos vem crescendo o número de clínicas médicas no Brasil e isso ocorre pelo fato de o brasileiro ter um espírito empreendedor, buscando cada profissional trabalhar por conta própria.

Para tornar-se um profissional independente, contudo, é preciso aplicar algumas técnicas de marketing para clínicas médicas, atraindo maior número de clientes e podendo desenvolver e ampliar sua empresa,

O marketing para clínica médica pode ser feito de diversas formas, lembrando sempre que, a exemplo de algumas profissões, como, por exemplo, a de advogados, deve seguir alguns critérios particulares.

Grande parte dos profissionais médicos que abrem consultórios e clínicas médicas encontram situações complicadas, onde o atendimento dos clientes não cobrem os custos da empresa. E uma das maiores dificuldades está exatamente na atração de pacientes para seu empreendimento.

Por isso, algumas perguntas permeiam a mente dos médicos empreendedores, tais como:

  • Como atrair pacientes para a minha clínica médica?
  • Posso utilizar o marketing para clínicas médicas para divulgar e destacar a clínica em meio a tantas outras no mercado?

Neste artigo vamos falar sobre essa prática, especificamente, mostrando como os profissionais de medicina podem utilizar estratégias de marketing para clínicas médicas e conseguir atrair mais clientes/pacientes para seus serviços:

        1- O marketing para clínicas médicas exige profissionais qualificados

O primeiro ponto a entender é que para cada área existe um tipo de profissional qualificado. Os médicos conhecem sua área e podem prestar atendimento aos que o procuram, resolvendo problemas relacionados à saúde. Para a criação de estratégias de marketing para clínicas médicas realmente eficientes é necessário a participação de profissionais especializados em marketing. Portanto, para que a divulgação de sua clínica médica seja precisa e efetiva é necessário buscar ajuda de profissionais dessa área.

         2- O marketing para clínicas médicas deve seguir o código de ética

Para uma estratégia efetiva de marketing para clínicas médicas, é necessário que os profissionais conheçam o código de ética dos profissionais médicos, que estabelecem determinadas regras para a divulgação dos serviços prestados. O código de ética, por exemplo, determina que o médico não pode fazer propaganda sensacionalista, ou seja, não pode confundir ou constranger o paciente. Conhecendo o código de ética médico é possível se fazer um marketing adequado e eficiente para sua clínica médica evitando qualquer punição por parte do CFM – Conselho Federal de Medicina.

        3- Marketing para clínicas médicas na internet

A presença na internet é essencial nos tempos atuais para qualquer empresa e uma clínica médica não foge disso. A internet é extremamente importante para a clínica ser encontrada por pacientes em busca da solução de algum problema. A clínica médica pode montar um site que permita ao paciente entrar em contado com facilidade, com algumas funcionalidades para o paciente, como um chat ou um agendamento de consultas.

        4- Marketing de conteúdo para os pacientes

A maior inovação da internet em termos de marketing é a produção de conteúdo relevante. Os usuários gostam de conhecer e de saber sobre tudo e sobre todos os assuntos. Oferecer conteúdo relacionado à atividade da clínica médica e que resolvam a “dor” de seus pacientes é uma das melhores estratégias marketing para clínicas médicas.

        5- Consultoria médica como ação de marketing

Muitas vezes apenas postar bons conteúdos pode não solucionar os problemas que possíveis clientes possam ter. A disponibilização de um meio de comunicação onde o paciente possa se expressar, possa colocar suas dúvidas, é um meio de atraí-lo para a clínica médica. Criar um fórum no site é um meio de fazer marketing para clínicas médicas que traz excelentes resultados. Por isso, crie meios de interação com seus pacientes, responda suas dúvidas e crie um relacionamento com seu público alvo.

        6- Contato direto com os pacientes

O contato com os clientes através da internet pode mostrar a eles que o profissional que o atendeu está preocupado com sua saúde. Criar um canal de contato através de e-mail – já que saúde é um assunto confidencial – irá criar mais confiança no paciente e maior fidelização para a clínica médica. Um simples e-mail nos dias seguintes à consulta e ao início do tratamento pode criar essa fidelização.

        7- Marketing para clínicas médicas nas redes sociais

O site é apenas uma parte da presença digital da clínica médica. Além do site, pode-se criar uma fanpage nas redes sociais, possibilitando maior proximidade entre a clínica médica e os pacientes. A fanpage em redes sociais pode ter postagens de dicas de saúde relacionadas à especialidade da clínica, o que vai fazer com que os seguidores comecem a manter sua clínica na memória. Atenção, no entanto: é preciso ter uma fanpage e não um perfil, já que a fanpage permite funcionalidades diferenciadas, permitindo maior contato com os clientes.

        8- O marketing para clínicas médicas exige uma marca forte

A marca é importante para a clínica médica, principalmente para mostrar confiança e para ser lembrada por todos. Para um médico, os serviços e o atendimento devem ter prioridade, já que é isso que vai mexer diretamente com a confiança e com a percepção dos pacientes. Uma clínica médica deve evitar nomes estranhos, cores carregadas ou logotipos que não estejam associados à especialidade. É importante também investir em impressos, como receituário, envelopes, pastas, com um logotipo que reforce a marca da clínica médica.

        9- O melhor marketing para clínicas médicas: bom atendimento

Excelência no atendimento, com atenção diferenciada para os pacientes, contato após a consulta, lembretes através no whatsapp ou sms antes de uma consulta, tudo são detalhes que tornam a clínica médica diferenciada no seu meio. São estratégias que fortalecem a imagem da clínica e transmite maior confiança aos clientes. O atendimento inadequado é a primeira forma de espantar clientes e, quando a clínica ganha reputação, consegue manter a fidelidade dos clientes.

       10- Marketing para clínicas médicas com o relacionamento

Mesmo em meio a tanta tecnologia oferecida pela internet e pelos meios de comunicação, ainda temos uma das técnicas mais eficazes de marketing para clínicas médicas: o bom relacionamento com os clientes e a propaganda boca a boca. Quando se segue as dicas acima, se mantém um excelente atendimento, cria-se condições para o bom relacionamento e, quando se tem um bom relacionamento, tem-se pessoas que elogiam a clínica médica. A equipe de atendimento deve ser bem treinada, para dar toda a atenção necessária aos clientes, principalmente porque, quando procuram a clínica, estão mais sensíveis e precisam de cuidados especiais.

Conclusão

Mesmo dentro da rigidez da ética médica com relação ao marketing para clínicas médicas, é possível aplicar boas estratégias para divulgação. Se você está precisando aumentar o número de pacientes, procure por profissionais de marketing especializados e exponha seus problemas e anseios. Certamente você encontrará a melhor solução.

Nós podemos te ajudar com este e outros assuntos, referente a gestão, finanças e contabilidade para clínicas médicas. Venha tomar um café conosco, será um prazer receber você!

Até breve!