O que é Compliance Tributário e como isso afeta o seu negócio?

O que é compliance tributário? Já ouviu falar nesse termo, cada vez mais comum nas empresas brasileiras. Descubra agora como preparar o seu negócio para um ambiente onde as cargas tributárias são altas e os processos fiscais complexos!

Tenha um grande auxílio para que o seu negócio não fique sufocado em um mar de processos fiscais!

O que é o Compliance Tributário?

Podemos definir o compliance tributário como um serviço aplicado pelos escritórios de contabilidade com o objetivo de avaliar e organizar os seus processos fiscais, para que os mesmos estejam em conformidade com a lei, assim como o nome sugere — em inglês compliance significa conformidade.

Mas, na prática, como isto realmente te ajuda?

Para deixar o termo mais tangível, vamos exemplificar uma situação mais comum do cotidiano organizacional de algumas empresas. Imagine que, devido ao aumento na demanda de pedidos do seu produto ou serviço, seu setor de faturamento ficou sobrecarregado e acabou por cometer algumas falhas na emissão de notas fiscais.

Não é o fim do mundo! Porém, é um problema que, se não for corrigido, acaba por se tornar uma bola de neve. E aposto que problemas acumulados, ainda mais no seu setor fiscal, não sejam o melhor remédio para a saúde do seu negócio.

Por isso, com o auxílio do Compliance Tributário, é possível ter o controle dos seus processos fiscais e deixar a sua empresa nos termos da lei!

Por que aplicar o Compliance no meu negócio?

Fora o exemplo citado acima, se a sua empresa estiver se identificando com os seguintes problemas:

  • O calendário de obrigações Fiscais está lotado;
  • A empresa está focada unicamente em entregar os documentos no prazo, sem se focar na qualidade das informações.

É aconselhável que você busque aplicar este método em seu negócio! Para isto, é necessário entrar em contato com um escritório que possua esta expertise e consiga entregar os seguintes benefícios para o seu empreendimento:

  • Ter o controle das obrigações fiscais a serem entregues em suas respectivas datas;
  • Armazenamento de arquivos digitais. Tais como XMLs, NFEs, entre outros;
  • Acesso às obrigações exigidas pelo FISCO;
  • Acompanhamento de CNDs;

Outro ponto muito interessante da aplicação do Compliance Tributário no seu negócio é que, com a gestão dos seus processos fiscais e a entrega de informações corretas dentro do prazo, é possível obter uma redução nas despesas da sua empresa, diminuindo a incidência de multas.

Como aplicar um Compliance efetivo?

Para a aplicação de um compliance tributário em sua empresa é preciso realizar:

  • Uma matriz tributária, possibilitando, desta forma, um controle maior sobre os seus impostos, pagando-os corretamente e beneficiando-se de possíveis diminuições na alíquota de tributação;
  • Uma agenda tributária, tendo o controle de todas as suas obrigações fiscais e acessórias a serem prestadas;
  • Aprimoramento no processo de entrega de informações, desta forma as especificações exigidas pelo Fisco são adotadas e os dados não são entregues de forma errada ou inconsistente;
  • A aplicação de ferramentas que possam te auxiliar a gerenciar as informações e reduzir o trabalho feito pelos profissionais responsáveis pelo setor fiscal, o que pode resultar em erros que prolongam o tempo de realização dos processos.

Então, na hora de aplicar o compliance tributário no seu negócio, entre em contato conosco! Nós podemos te ajudar a estruturar os processos contábeis da sua empresa e garantir que você esteja em dia com a lei!

Sucesso até a próxima!

7 erros terríveis que você pode estar cometendo na sua Corretora de seguros

Recentemente, com a crise econômica vivenciada em todo o país, as pessoas passaram a controlar seus gastos como modo de sobrevivência para adquirir somente o que de fato necessitam.

Com isso, muitas empresas passaram a sentir o impacto da crise por trabalharem com consumidores diretos que passaram a rejeitar suas ofertas.

Na área de corretagem de seguros não foi diferente, com isso cresceu, e muito, o número de empresas corretoras que fecharam os últimos meses no vermelho.

Algumas empresas apenas se desestruturaram, outras vieram a sofrer impactos mais profundos. No entanto sobreviver a esta crise pode ser uma questão de adequação e melhoramento de uma gestão ineficaz para este momento.

Se este é o seu caso, fique atento, pois preparamos uma matéria sobre os 7 principais erros que sua empresa Corretora de Seguros pode estar cometendo e que podem ser solucionados através de uma gestão eficiente.

Erro 01 – Falta de Organização nas Finanças e estabelecimento de prioridades

Esse é o primeiro e o principal erro financeiro cometido por diversas empresas de todos os segmentos em momentos de crise.

Deixar de organizar e priorizar as principais necessidades é crucial para qualquer negócio que passa por momentos de instabilidade.

Erro 02 – Falta de responsável específico para concentração de pagamentos

Atribuir as mesmas responsabilidades a diversas pessoas é um erro, no entanto deixar de nomear a pessoa principal que ficará responsável por alguma tarefa ou rotina é imperdoável.

Para qualquer negócio crescer é necessário ter total controle das estruturas do mesmo, e com uma corretora de seguros não é diferente. Sendo assim é imprescindível uma figura administrativa responsável por todos os pagamentos, evitando assim transtornos e prejuízos na falta dos mesmos.

Erro 03 – Falta de controle nos gastos

O gasto excessivo, ainda que em valores minúsculos, muitas vezes aparentemente imperceptíveis podem trazer grandes variações no orçamento do período, para uma corretora de seguros.

Isso porque a falta de controle nos gastos é cometida por muitas empresas que acabam não vendo seu lucro descendo ralo à baixo em pequenas proporções, porém, em grande variedade de vezes no período.

Erro 04 – Busca contínua por recursos de terceiros

Muitas corretora de seguros ainda não estruturadas procuram em terceiros, principalmente em instituições bancárias, a chance de se estruturar.

No entanto se parar para pensar, ninguém trabalha de graça, menos ainda os bancos. Com isso, o empresário que trabalha com recursos de terceiros acaba pagando caro por isso, sem nem mesmo ter necessidade de fazê-lo, apenas para não perder o costume.

Em momentos de crise, situações como essa devem ser bem analisadas para evitar ainda mais desperdícios de dinheiro sem necessidade.

Verificar as condições atuais e trabalhar com o que tem em caixa é sempre a melhor opção em momentos de instabilidade financeira.

Erro 05 – Falta de conhecimento de Gestão de Negócio

Todo empreendedor que deseja crescer necessita buscar cada vez mais aprimorar seus conhecimentos como técnica de sobrevivência dos negócios.

Buscar capacitação e melhorias na gestão de sua corretora de seguros é essencial para qualquer empresa, principalmente quando se trata de prestação de serviços, onde a relação com o fator humano se torna efetiva.

Erro 06 – Falta de separação das finanças empresariais x finanças pessoais

Muitos microempresários e até mesmo empresários de empresas de pequeno porte pecam pela não separação das finanças empresariais das pessoais.

Com essa situação qualquer negócio sofre. Isso porque não se tem total controle de quanto à corretora de seguros está sendo rentável e se isso ocorre, é visto apenas pelas projeções e na prática não é sentido no bolso.

Erro 07 – Falta de visão da importância de uma gestão contábil eficiente

Muitos empresários ainda não se deram conta da importância que os trabalhos de um profissional contábil trazem para o seu negócio.

Não apenas para transparecer as movimentações contábeis e gerar as declarações que devem ser enviadas à Receita Federal, o profissional contábil tem papel importante nas tomadas de decisões de qualquer empresa, independente do seu segmento.

Com a constante melhoria e agilidade nos processos, atualmente escritórios de contabilidade trabalham de modo personalizado de acordo com as necessidades dos nichos de atuação que atendem. Isso traz diversos benefícios a relação contabilidade/cliente, trazem recursos para minimizar os custos através de uma inteligência administrativa.

Então não perca mais tempo, agora que você já conhece os principais erros que pode estar cometendo em sua corretora de seguros, comece já a corrigi-los e volte a se estruturar o seu negócio ainda em momentos de crise!