Potencializar seus resultados: 8 dicas para tirar os projetos do papel

A primeira coisa que um empreendedor escuta ao falar de um novo projeto é a necessidade de ter um bom “PLANEJAMENTO”. Mas para que uma ideia saia do papel, antes é preciso haver um roteiro…

Exatamente! Para muitos, o plano de negócios parece ser um grande obstáculo, pois nele precisam constar informações que às vezes ainda não estão claras, ou ainda são insuficientes para criação do documento e para o alcance dos melhores resultados.

Então que tal, antes de mergulhar de cabeça em todo esse planejamento, parar para organizar as ideias e entender se seu projeto é viável, quais são os riscos e, assim, se preparar para começar essa incrível jornada rumo ao empreendedorismo.

Claro que uma boa ideia é essencial, porém, só isso não basta, para se posicionar bem perante o mercado e ter os resultados esperados, são necessárias algumas ações.

E para que você atinja seus objetivos e potencialize seus resultados, seguem 8 dicas para tornar seu projeto em realidade!

       1-Esteja atento ao principal;

Mais do que somente desenvolver um negócio, é preciso conhecer as necessidades dos seus clientes para estar totalmente preparado para todos os riscos e obstáculos que possam vir a surgir. Isso inclui analisar quais os órgãos públicos que estarão ligados ao negócio, seus concorrentes, ponto comercial e todas as informações que, de alguma forma impactam seu empreendimento.

      2-Entenda o funcionamento;

Faça uma lista detalhada de como irá funcionar seu negócio, observando o que será necessário para cada ação! Quando se começa uma empresa, é preciso analisar o seguinte:

  • Abertura da empresa.
  • Mercado regional ou nacional.
  • Marketing digital.
  • Despesas fixas e variáveis.
  • ROI.

Entre outros que somente um contador pode oferecer.

      3-Estipule datas;

Planeje quanto tempo deve levar para conseguir todas as autorizações e documentos para a abertura de seu estabelecimento, e o quanto isso custará. É muito importante saber quais os prazos para cada ação. Exemplo:

  • Emissão de alvarás.
  • Abertura da empresa.
  • Etc.

     4-Projete as atividades;

A dica aqui é seguir um passo a passo das atividades, detalhar ao máximo que puder e seguir uma definição de responsáveis por cada parte e quanto tempo irá durar cada ação, no começo o caminho pode parecer meio confuso e longo, mas com o tempo, tudo começa a se encaixar! Paciência é imprescindível em todas as fases.

     5-Planejamento financeiramente;

É fundamental ter um bom projeto financeiro e colocá-lo em prática, de forma detalhada, especificando quando e como será aplicado o dinheiro para cada coisa, assim você evita gastos desnecessários e não foge do orçamento.

     6-Atente-se a qualidade;

Sempre entregue tudo que prometeu, cumpra os prazos e mantenha a qualidade, defina regras de garantia e pratique a empatia. Pense como se você fosse o cliente, tente enxergar cada passo do processo como se você estivesse comprando um produto ou serviço, essas práticas simples podem ampliar sua visão e promover muito a sua marca.

     7-Mantenha boas relações interpessoais;

Reserve um tempo para manter boas relações com sua equipe ou sócios, isso ajuda a mantê-los motivados e engajados em todo o processo do seu projeto, um happy hour, ou uma reunião informal fará com que se sintam integrados e produtivos no trabalho, da mesma forma que uma maior qualidade de vida auxilia na vida profissional também.

     8-Promova Reuniões;

Tenha sempre um cronograma de reuniões com sua equipe e sócios, nelas precisam ser discutidos as ações e informadas as atividades a serem realizadas, lembre-se: reunir-se é muito importante, sempre reserve um tempo para isso, comunicação é tudo!

Por mais detalhado que seja seu planejamento, ao longo do caminho podem aparecer surpresas, por isso mantenha a calma, e sempre refaça suas conjecturas e acompanhe toda a execução do seu projeto.

Empreender envolve riscos, mas se bem calculados, podem potencializar seus resultados de forma ABSOLUTA.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco!

6 dicas para construir um ambiente colaborativo em sua empresa e ter muito sucesso nos negócios!

Muitas características definem um negócio bem sucedido, tais como, uma abordagem inovadora, estratégias bem definidas, exclusividade, liderança forte e bem preparada, inteligência criativa, confiança, a cultura da empresa, funcionários criativos e que pensem fora da caixa, trabalho em equipe, desenvolvimento colaborativo, dentre outros fatores.

Porém, um dos maiores fatores mais importantes e que deve ser levado muito a sério, para que pequenas, médias e grandes empresas tenham sucesso é conscientização de sua equipe de profissionais sobre o valor da comunicação e da colaboração.

Construir um ambiente de confiança dentro de uma equipe, e capacitar o espírito colaborativo, é primordial para o crescimento de qualquer empresa”

Hoje em dia, empresas e organizações têm criado diversos ambientes virtuais para a comunicação entre os membros das diversas equipes envolvidas no planejamento, desenvolvimento e conclusão de um projeto. Este tipo de ambiente possibilita também, caso haja necessidade, a participação de especialistas altamente qualificados – até de fora da empresa – para atender as demandas de um projeto desafiador. Além, é claro, de permitir a interação ativa do cliente para que o projeto esteja sempre alinhado com suas expectativas.

Em tais projetos, os membros da equipe devem se comunicar livremente, compartilharem conhecimentos e habilidades, compreenderem e respeitarem a inteligência emocional de cada um, serem capazes de aprender uns com os outros, compartilharem recursos, serem flexíveis e terem objetivos em comum – todas as qualidades de uma cultura colaborativa forte.

Como as empresas podem capacitar suas equipes de modo a se tornarem fortemente colaborativas?

Se você quer saber realmente o que faz uma empresa ser muito bem sucedida, então leia as 6 dicas que preparamos para você sobre como construir uma cultura de colaboração mútua em sua empresa.

1º Defina expectativas realistas

  • Por que a equipe foi criada?
  • Cada membro da equipe compreende seu papel?
  • Eles compreendem suas tarefas?

Quando as expectativas não estão claramente definidas e os papéis não são muito bem definidos e compreendidos, a equipe não é capaz de se concentrar nas tarefas e objetivos da empresa.

O sucesso da equipe depende de expectativas realistas

Para transformar um grupo de estranhos em uma equipe unida, você como gestor, precisa permitir que a equipe participe ativamente de sua formação e tomadas de decisão. Dê-lhes também a oportunidade para apresentarem suas ideias e fundamentalmente, dê apoio às mesmas.

2º Crie uma liderança forte

O fracasso ou sucesso em colaborar reflete a liderança da empresa.

Se os líderes e gerentes possuem uma abordagem inovadora para a formação de equipes, demonstram comportamento colaborativo, apoiam à criatividade e as relações sociais, as equipes são focadas e eficientes, conseguem resultados expressivos e o seu desempenho é excelente.

Líderes inovadores, que são solidários, flexíveis, orientados a tarefas e relacionamentos, lideram as equipes mais produtivas.” 

 3º Estimule um ambiente de confiança mútua

Inovação e criatividade prosperam quando as pessoas confiam umas nas outras e têm confiança em sua organização.

Sempre há certo risco envolvido na inovação, pois algumas ideias e sugestões podem parecer irrelevantes, ridículas e até estúpidas.

“Para que sua equipe se comunique livre e facilmente, é preciso construir um ambiente de confiança”

Se os funcionários não se sentem confiáveis e respeitados, eles não serão participativos e também não irão compartilhar suas ideias.

O medo de ser ridicularizado é uma grande barreira para a inovação e o sucesso empresarial. Se você promover a autonomia da equipe, você estará apoiando sua equipe a descobrir novas maneiras de atingirem suas metas.

Enquanto a autonomia pode resultar em erros de execução e erros de julgamento, é essencial ter uma equipe que esteja pronta para aprender com seus erros e ineficiências.

4º Apoie o espírito comunitário

Empresas bem-sucedidas compreendem a importância de promover e reforçar a ideia de que uma empresa é uma comunidade, uma família.

A importância das atividades de construção de equipes, redes informais ocasionais e atividades aleatórias e de alívio do estresse são muitas vezes subestimadas. O networking informal e formal desempenha um papel crítico no cultivo do espírito de equipe. Através dessas atividades, a empresa estará construindo uma comunidade forte. Além disso, uma comunidade forte e unida capacita e motiva a criatividade.

 5º Invista nas habilidades e nos conhecimentos de seus funcionários

A empresa que apoia seus funcionários através de seminários, orientação, treinamentos, mentorias e participação em conferências e eventos relevantes, capacita o comportamento colaborativo, apoia a comunidade e promove o ambiente no qual as pessoas sabem que podem se destacar. Essa política da empresa é especialmente importante para o trabalho em equipe.

“Os funcionários mais produtivos são aqueles prontos para aprender e melhorar sempre sua atuação em seu campo de interesse.”

Agindo assim, você terá uma equipe altamente motivada para participar ativamente e contribuir para o sucesso do negócio.

6º Invista em tecnologia colaborativa

O que acontece quando você tem uma equipe que quer colaborar, compartilhar conhecimento e se comunicar livremente, porém não possui meios para que isso aconteça?

Hoje, a tecnologia colaborativa é crucial para uma comunicação eficaz. Uma equipe pode ter uma cultura colaborativa, mas ainda lhe faltam as habilidades necessárias para se trabalhar em ferramentas colaborativas. Investir em treinamento e na tecnologia que realmente se adapte às necessidades de sua equipe e as tarefas que estão executando, é o primeiro passo para a criação de uma cultura colaborativa eficiente.

O fortalecimento do espírito colaborativo em sua equipe depende de uma série de fatores, como, atitudes colaborativas da liderança, habilidades de comunicação, confiança mútua e um cenário realista e bem estruturado, onde cada um entenda efetivamente o seu papel.  Entretanto, o mais importante é entender que desenvolver as capacidades da sua equipe leva tempo e investimentos de longo prazo.

Agora que você se conscientizou sobre a importância de incentivar e proporcionar condições para a criação e fortalecimento de um ambiente colaborativo em sua empresa, que tal colocar essas dicas em prática?

Você precisa entender que as empresas precisam se ajustar ao ambiente de negócios que mais lhes trazem resultados!

Construir um ambiente de trabalho colaborativo é um processo de longo prazo. 

Pense nisso e muito sucesso!